Foto: Raquel Marques
0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Já fui inúmeras vezes para Buenos Aires e sempre observo que os amigos fazem os mesmos passeios. Realmente acho que devem conhecer os pontos turísticos da capital argentina, mas um belo dia resolvi fazer uma viagem que seria viver como os porteños vivem.

Me hospedei no Hotel Ayres Porteños que tem a temática do Tango e da cultura local. Adorei, pois cada quarto tem uma pintura e um poema ou letra de música argentina. Para uma opção mais econômica tem o hostel com o mesmo nome. Bem divertido e colorido, a fachada dos quartos são as casinhas coloridas do Caminito. Tem também os bonecões do Piazolla, Evita e outros. O turismo começa ali com as fotos em cada andar e desenho. Sabe o que é tomar café da manhã com o Maradona? Ali você pode.

Ah! E a localização é excelente, fica no bairro mais cultural e tradicional da Argentina, San Telmo. 20 minutos de caminhada até Puerto Madero.

Ali em San Telmo tem o “Mercadão Municipal”, é muito parecido com o nosso, cheio de comidinhas, frutas, verduras, legumes e uma atração a parte são as antiguidades e artesanatos. Dá para passar metade de um dia lá de tanta coisa pra olhar e comprar.

Depois de muito andar, bugigangas compradas.Um belo almoço em “Café La Poesía” com frios, salames, tortillas de papas e um belo vinho. Ali é um restaurante/café clássico porteño e o tema são os poetas argentinos. Uma esquina discreta na rua Chile, 502 que faz você se sentir no clima da cidade. Poucos turistas e uma comida deliciosa.

Se você almoçou ali mesmo, caminhe pelas ruas e veja como eles tem o hábito de ler e tomar café. Dependendo do clima também tem a cervejinha na calçada.

Os porteños se reúnem muito nos bares e cafés e até mesmo sozinhos para esperar o tempo da “siesta” (aquela pausa depois do almoço) lendo jornal ou um livro.

Depois da caminhada experimente beber um submarino (uma bebida quente que é leite encorpado e bem quente servido com uma barra de chocolates. O chocolates vai derretendo e incorporando no leite) acompanhando uma porção de churros, se vocês prefere doce ou umas empanadas de carne se prefere algo salgado.

Olha, já comi empanadas em tudo quanto é lugar e não adianta. As empanadas argentinas são imbatíveis.

Volte para o hotel e descanse um pouco porque a noite será dedicada ao tango.

Você não precisa pagar em dólar e muito menos uma fortuna para ver um tango. Aqueles tangos “cena show” como eles chamam, são para turistas. Quer ver tango raiz? Vá para uma milonga.

Em Buenos Aires tem casas especializadas. É só pagar a entrada e li você tem aulas de tango, apresentações de músicos e é ali que os porteños saem para se divertir e dançar. Nada de turistas. Vai dançar e ver tango de verdade.

Tem uma agenda de segunda a segunda pelas casas de milonga da cidade e é melhor se informar com o hotel caso a agenda tenha sofrido alguma mudança, mas de antemão já deixo o nome de algumas delas: “Maldita Milonga”, “Tango Queer”, “La Milonguita”, “Sueño Porteño”. Tem muito mais, é só pedir informações aos locais.

Com certeza terminará seu dia com a sensação de ser um autêntico porteño.

Suerte!

 

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEspanha – Olé!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here