Corséga - uma ilha cheia de encantos.
0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Córsega, essa ilha francesa onde a capital Ajaccio foi berço de Napoleão Bonaparte, é simplesmente deslumbrante. Você encontrará cidades cheias de charme, praias limpíssimas e de águas para lá de cristalinas. Mas fique pronto para muita mímica porque é bem difícil achar alguém que fale outra língua além do francês, mesmo o inglês, é bem complicado alguém que fale.

Passeando de carro.

Aluguei um carro pela internet e chegando no aeroporto, por sorte minha, foi a única companhia que não tinha fila (Joy Rental), além de ter sido a mais barata, €150 por 10 dias. Essa ilha é um pouco mais cara comparada a outras partes da Europa, mas valeu cada moeda economizada para chegar aqui. Outra dica, estacionar pode ser um problema, então procure o menor carro possível já que vai precisar de um para passear pela vasta diversidade e beleza desse lugar. Para minha hospedagem, optei por um Airbnb na própria capital, 10 noites por €600. Aliás, estadia foi o que achei mais caro em Córsega, tendo em conta que hotéis estavam cobrando ainda mais.

Ajaccio

Em Ajaccio, uma parte dos restaurantes tem um menu já pronto com entrada, prato principal e sobremesa, numa média de €30 por pessoa. Tem também menu só de mexilhões que eu amei e que é bem tradicional nesse canto da ilha, os preços são uma média de €15, servidos em uma panelinha, acompanhados normalmente de fritas e pão, e tem também muitos vinhos locais para quem gosta. Você pode passear pela casa onde Napoleão morou, que hoje virou um museu; aliás Napoleão está por todos os lados dessa cidade, seja na Place Foch, a praça central da cidade, nas lembrancinhas, ou mesmo na música que é tocada em sua homenagem no centro da cidade e que muita gente sabe cantar. Você pode também simplesmente se perder pelo centro, entre vielas e lindos cantinhos. Sem contar na praia de água limpíssima.

Corséga - uma ilha cheia de encantos.
Plage D’Argent.

Falando em praia, são tantas e tão lindas. Resolvi ir a Plage de Cupabia, mais ou menos uma hora dirigindo para encontrar uma praia mais sossegada e bem espaçosa, mas leve algum lanchinho porque não tem nada muito perto para matar a fome. Tem a Plage D’Argent, que fica a uns 40 minutos de Ajaccio, particularmente das mais perto, ficou sendo minha favorita por suas rochas que davam um toque todo especial. Indo mais longe, depois de dirigir por 2 horas e meia, cheguei na famosa Plage de Santa Giulia e que bom que cheguei cedo, porque embora seja muito bonita, é daquelas praias que ficam lotadas de pessoas (e naquele dia de algas também), o que me fez querer ir para outra praia bem rapidinho.

Plage de Palombaggia.

Então decidi ir a Plage de Palombaggia, que fica a 20 minutos da Plage de Santa Giulia, me apaixonei. De um lado a praia tem um mar azul piscina e do outro uma água mais cristalina (não sei como), sem contar as rochas de novo que dão um charme especial, parece até ser duas praias em uma só. Definitivamente recomendo e sim, tem que tentar chegar mais cedo porque é uma praia bem visitada também.

Corséga – uma ilha cheia de encantos.

Mudando um pouco de cenário, a quase 3 horas de Ajaccio, cheguei em Gorges de La Restonica, localizado no coração de Córsega, um grande destaque panorâmico da ilha. Com árvores para todos os lados e mais um monte de pequenos lagos, formando várias piscinas naturais de águas turquesas por grande parte do curso do rio Restonica; não tem como não se apaixonar. De águas geladíssimas mas que valem para se refrescar durante o percurso, é um lugar imperdível. Existem opções de caminhadas para todos os níveis, chegando a lagos maiores e cercados de mais belezas. Para os amantes da natureza, esse vale é simplesmente um paraíso. Não se esqueçam dos tênis e recomendo que cheguem cedo, pois as estradas aos arredores são bem estreitas e vão ficando cada vez mais altas, assim você acompanhará mais fácil o fluxo de carro.

Gorges de La Restonica.

Por ter tido os Romanos em parte da sua história e por ser vizinha de Sardenha, essa ilha tem um leve toque de Itália, nas comidas, no nome de alguns lugares e em muitas das massas e pizzas servidas nos restaurantes, sem contar que em Ajaccio, a grande parte dos restaurantes fecham umas horinhas durante a tarde para um breve descanso. Você encontrará também muito peixe e frutos do mar, além de muitas frutas deliciosas. Tem restaurantes para todos os bolsos, mas já aviso, o atendimento não é dos melhores, por ser uma ilha visitada principalmente pelos próprios franceses, eles esperam que você fale francês, mas nada o que um sorriso não ajude a quebrar esse clima na maioria das vezes.

Prato de frutos do mar.

O povo é bem patriota, você encontrará a bandeira de Córsega espalhada para todos os lados e embora a comunicação seja um pouco complicada, sempre há aquele francês super gente boa que poderá te contar a história toda da ilha num bate papo de 15 minutos.
Eu fiquei 10 dias e tentei além de conhecer, poder aproveitar ao máximo cada caminho e cada cantinho. É uma ilha que dá para viajar bastante e tem paisagem para todos os gostos. Aposto que assim como eu, as belezas te deixaram de boca aberta…

Bon voyage!

Gorges de la Restonica.

11 COMENTÁRIOS

  1. Estive de passagem por esse lugar brevemente e confesso que não tive muito interesse em conhecer, mas após ler o seu blog me arrependi, deveria ter desfrutado melhor. Colocarei esse destino nas minhas intenções de viagens. Sucesso Bibi, adorei o blog. Bjs!

    • Serio que nao teve interesse? Poxa, que pena, o lugar eh maravilhoso. Se voltar nao perca essa oportunidade. Todos os lugares tem os seus encantos

  2. Sensacional…viajei com vc…As fotos de todos os lugares me fizeram sentir lá..Parecem Cartão Postal…Vou aguardar a sua próxima viagem e claro!!! que vou me sentir em todos os cantos escolhidos por vc…Até a próxima bjusssss

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here