0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Sicília é uma linda ilha, localizada na região da Itália, aliás, a maior delas. Um paraíso de praias e comidas, com uma mistura de culturas grega, árabe, romana, espanhola e por aí vai. Ou seja, pode ir que você vai amar.

Conheça o paraíso!

A doce vida

Uma ilha cheia de sol, onde, tirando as regiões montanhosas, o inverno fica em torno de 10°C, o que não é tão frio comparado a outros países da Europa. De qualquer maneira recomendaria ir no verão ou perto dele (antes ou depois), para que você tenha a certeza de que vai aproveitar ao máximo as lindas praias de águas cristalinas, já que no verão a água dá uma aquecidinha e não fica tão fria quanto no resto do ano.

Encontramos lá também o famoso vulcão Etna, que é o maior vulcão ativo da Europa, além de 7 patrimônios mundiais da humanidade, que vão desde lindas cidades barrocas, uma necrópole herdada dos gregos até o cultivo dos “alberelli” (pequenas árvores que produzem uma uva muito doce). Agora, vamos falar da minha parte favorita? Praias; uma água mais cristalina que a outra, que se diferenciam em tons. Você encontra praias de areia, de pedrinhas bem pequenas, de pedras um pouco maiores, praias com areia mais escura, praias grandes, praias pequenas; tem para todos os gostos.

Praia Calamosche

Passei um dia em Calamosche, uma praia pequena e cheia de charme, além da água azul e cristalina, que fica na região de Noto. Essa fica mais afastada e por isso acredito que o acesso seja só através de carro.

San Vito lo Capo

Definitivamente San Vito Lo Capo tem que fazer parte da lista, um mar “azul piscina” ma-ra-vi-lho-so que vale muito a pena. Você pode alugar um pedalinho grande. Fomos em quatro pessoas e mais uma criança por R$ 40,00 a hora. A arquitetura voltada mais a cultura árabe, que se diferencia do resto da ilha.

E comida?

Couscous al pesce

E para quem pensa que tudo é pizza e pasta, lá você acha um cuscuz muito gostoso, que é tradicional da cidade, recomendo o couscous al pesce, já que o que não falta são peixes e frutos do mar e tudo muito fresco. Os Silicianos usam muitos seus próprios produtos e eu acho isso
fantástico.

Falando em comida, no geral tem muito em comum com o resto da Itália. O que achei legal é que existem vários docinhos deliciosos de padaria, o mais famoso é o cannoli (como se fosse uma massa de pastel,recheada com um creme de pistache). Se você gosta de berinjela, não deixe de experimentar o antipasti (entrada) chamado caponata, muito delicioso. Para sobremesa tem brioche, mas adivinha? Recheado do seu sabor favorito de gelato (sorvete). Falando em sorvete, prepare-se para uns quilinhos extras, porque os sabores e a cremosidade não tem igual, Itália é outro nível. Agora acho que chega de comida né? Vamos voltar a falar dos lugares porque minha boca está ficando cheia d’água.

E a beleza continua!

Taormina e suas vielas

Não deixe de passar também em Taormina, uma cidade muito fofa no topo da colina ao leste, daquelas que para onde você olha, dá vontade de tirar uma foto; cada viela! Você verá casamentos o tempo todo, é muito popular entre os Sicilianos se casarem lá.

Taormina

Digamos que é um lugar mais requintado e por isso um pouco mais caro que os outros lugares. Uma entrada e dois pratos principais (sem contar o vinho) sai em média R$ 250, quando nos outros lugares você gasta a metade disso.

 

 

Bar Vitelli – O Poderoso Chefão

Outro lugar encantador é Savoca, um município na província de Messina. Um vilarejozinho não tão visitado por turistas mas que junto com Forza d’Agrò (outro vilarejo ao lado), foram filmados cenas do filme O Poderoso Chefão. Você encontrará o Bar Vitelli, funcionando no mesmo estilo da época do filme.

 

Forza d’Agro

E as pessoas da cidade?

Os sicilianos? São muito parecidos com a gente em muitos aspectos, fazem de tudo para te ajudar mesmo não falando a sua língua, aliás, se você arranhar no italiano e chegar lá achando que não entende nada, não se assuste, eles falam siciliano mas não tem o menor problema de conversar com você em italiano. São super simpáticos e acolhedores, mas tem seu próprio tempo (como em vários lugares da Itália), nada na pressa, aliás, não é a toa que são famosos através do dolce far niente (que seria algo como o prazer em fazer nada).

 

Igreja San Nicolo – Savoca

Sicília é um lugar bem seguro assim como a grande maioria da Europa, ainda mais (e infelizmente) comparado ao Brasil. Achei melhor alugar um carro (R$ 50 a diária) e  recomendo que isso seja feito já que o que não falta são lindos lugares para ir , norte ao sul, leste ao oeste da ilha.

Ah, lá existem pedágios e quando você passar por uns que não tenha ninguém, se tiver que pagar, terá um botão ao lado esquerdo (o lado do motorista lá), nada digital não, onde imprimirá um bilhete para ser pago no próximo.
Não se esqueça que a ilha é grande. Eu fiquei 7 dias e ficou muita coisa para trás para conhecer , mas foi uma experiência incrível de lugares lindíssimos. Planeje um pouco o que gostaria de ver para não perder muito tempo viajando de um canto para o outro e buon viaggio.

27 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns Bibi por nos proporcionar esses momentos de viagem, porque indiretamente conhecemos junto com vc esse mundão lindo que Deus nos presenteou.
    Altas dicas, não existem dúvidas!!!

  2. 😮 wow fantástico Bibi!
    Gostaria de deixar meus parabéns !!

    Texto, ao ler; ouvi sua voz e fechei meus olhos e imaginei a gente teti a teti! Rs..

    E sem contar, deu uma vontade tremenda de conhecer essa ilha magnífica!!!!!

    😮 wow fantástico Bibi!
    Parabéns/ congratulations

  3. Excelente dica de viagem, a autora soube explorar de forma simples e envolvente todos os aspectos de quem busca dicas de viagem! Fiquei com muita vontade de conhecer essa bela ilha, rodeada de belezas naturais, cultura e comida boa 😀😀 Obrigada Bibi, continue colaborando com os amantes de viagem suas experiências vividas. Sucesso sempre, beijos!

  4. Adorei seu texto! Estive na Sicília e assino embaixo de tudo o que você falou… os tons da água são fantásticos, o acolhimento do povo…
    Foi bom você ter falado sobre o pedágio porque tem em outros países, da mesma forma… assim os novos viajantes não são pegos de surpresa.

    • Então você amou Sicília assim como eu, que bom. Lugar lindo nao e mesmo? Quanto aos pedágios, por ser uma coisa que não se encontra muito na Europa, achei legal ressaltar. bjs

  5. Parabens. Pelo jeito realmente voce aproveitou e conseguiu passar todas as dicas e o entusiasmo no texto.
    Um dos lugares da minha lista q espero visitar logo. Buon Viaggio!

  6. Viajar não é só ir as compras ou tirar fotos…Bibi em suas viagens, demonstra seu interesse em tudo: gastronomia, cultura, música, artes e claro: conhecer, falar e entender os por quês de tudo, com as pessoas daquele local.
    Turismo é isto…uma verdadeira aula in loco de história e estórias.
    Bibi no Mundo, é isto ao meu entender, ela no mundo, o mundo nela.
    Parabéns Bibi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here